segunda-feira, março 17, 2008

1235 - pactrice day


5 Comments:

Blogger pedro oliveira said...

Nacional?
Ah e tal o Nacional...
Não jogam nada...
Pois, não jogam nada, mas têm vocação para dar prendas, presentes de Natal:

Data:22 de Dezembro de 2007
14ª Jornada: C.D. Nacional (1-0) F.C. Porto
A equipa de Futebol Profissional do C.D. Nacional recebeu e venceu na noite de ontem, o bicampeão nacional F.C. do Porto, por uma bola a zero num jogo a contar para a 14ª jornada da BwinLiga. Num jogo dividido e com várias oportunidades de golo para ambas as equipas, aos 57'minutos, o avançado Marcelo Lipatin inaugurou o marcador com um grande golo. Os visitantes ainda tentaram responder, mas a equipa nacionalista foi sempre eficaz a defender e rápida a saír para o contra ataque. A equipa do C.D. Nacional antecipa desta forma as prendas de Natal e oferece a todos os seus sócios e adeptos esta deliciosa vitória.

segunda-feira, março 17, 2008 9:52:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Já pensou enveredar pela profissão de comentador futebolístico?
Olhe que leva jeito, ainda que, nesta matéria a minha opinião não tenha grande valor.

«equipa nacionalista»?
terá isto alguma significação que me escapa?

segunda-feira, março 17, 2008 10:10:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

http://www.cdnacional.pt/noticia.aspx?id=42

[«link» do 1.º comentário a partir da palavra: Data (...)]

O deve e o haver, nos jogos com o Nacional esta época o Sporting marcou quatro golos e sofreu um, quatro pontos... o FCPorto sofreu um e marcou zero, zero pontos.
Obviamente o FCPorto é uma equipa fantástica, com um técnico fantástico, um extremo ainda mais fantástico [porque será que ninguém fala na trivela de Roberto, um dos golos mais fantásticos (hoje é tudo fantástico)deste campeonato, bwin liga ou lá o que é].
Hoje uma equipa rasca (dizem) mostrou ao senhores Jesualdo e P.Costa e Cajuda que o Nacional não é invencível.

segunda-feira, março 17, 2008 10:29:00 da tarde  
Blogger João B. Pico said...

O Rui Patrício "custou-nos" uns 6 ou 7 pontos. Mas recompensou-nos e poderá ter ganho a viagem para a Suíça como o 3º guarad-redes da Selecção.
São estas apostas arriscadas que fazem as maravilhas no futebol e em tudo. Infelizmente, aos portugueses só ainda foi permitido ver estes bons exemplos no futebol...
Paulo Bento tem algumas dificuldades quanto a mim em saber colocar os jogadores no terreno.
Sofri toda a primeira volta a ver Simon Vucevick "perdido" e ignorado na extrema esquerda do ataque. Sabia que ali estava um diamante em bruto. Julgo que foi no Porto-Sporting que isso ficou mais em evidência... O que me valeu ficar rouco logo nos primeiros vinte minutos...
Hoje não fui, porque o meu filho não podia e eu não estive para me deslocar a Alvalade sozinho, nem estava à espera desta goleada.
Meu caro Pedro Oliveira já que nem sempre podemos estar de acordo,noutras questões, ao menos que se salve o Sporting...

segunda-feira, março 17, 2008 10:59:00 da tarde  
Anonymous MANUEL MARQUES said...

Se me permite camarada gostaria de dedicar esta victória do SCP a um tal engenheiro Rui Alves.

terça-feira, março 18, 2008 6:18:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio