quarta-feira, abril 09, 2008

1268 - ri-ba-tejo


O caçador Simão, diziam...
Caçadores e caça, o verso e o reverso...

1 Comments:

Blogger manuel marques said...

Amo-te...Porque foste o meu Rincão,
O meu Vergel,o meu jardim florido...
-Embora nem um palmo do teu chão
Alguma vez me tenha pertencido,
Amo-te...Por aqui se terem dado
As cortes em que orou Febo Monis...
-Conquanto não tenho proclamado
Esse rei português que o povo quis.
Amo-te...Porque exaltas na Campina
O cântico de amor à liberdade...
-E contudo o teu jugo me demina
Como se fora uma prisão sem grade.

(Declaração de amor a Almeirim.)

Francisco henriques.

quarta-feira, abril 09, 2008 6:34:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio