quarta-feira, abril 16, 2008

1281 - segunda circular

Jogo fantástico, duas equipas de parabéns... o Benfica dominou grande parte do encontro e não merecia ter perdido como perdeu, o mais justo teria sido um empate no tempo regulamentar.

8 Comments:

Blogger João B. Pico said...

Empate?!
Mas afinal de que lado está?!
Penalties era a nossa morte!
5 a 3 foi a conta que Deus fez, lembrando 1961...com o Real e Eusébio de chegada...
Mas o bento ia estragando tudo...

quarta-feira, abril 16, 2008 10:51:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Desta vez teria existido prolongamento.
Estou do lado da justiça, do mesmo modo que refiro as injustiças que vão acorrendo, nomeadamente, as arbitragens, afirmo que o Benfica fez um jogo muito bom, muito inteligente e que homens como Rui Costa, Rodriguez ou Chalana não mereciam ter perdido como perderam.
No futebol e na vida não gosto de ganhar a qualquer custo.

quinta-feira, abril 17, 2008 7:17:00 da manhã  
Blogger João B. Pico said...

Qual justiça?
A que inventou esta noite?!
Se não viu que o Bento baralhou a sua defesa com o Adrian Silva a trinco e o Veloso a 4º defesa de emergência, e que o Benfica confiou em 2 golos antes do intervalo, quando o jogo tem 90 minutos , então pouco sabe de futebol.
Não admira que não aprecie Mourinho...
No 10-A de Alvalade também não e na Luz havia já o Toni, que gostava mais do tinto como o presidente à época...
Pinto da Costa nem queria acreditar...
Cilindrados à Académica, foi quanto vbastou ter metido aquela frente de ataque...
Claro que quando desciam até marcaram o 3-3...
Só que 5 são mais do que 3...
Injustiça?!
Então vamos rever a Algebra e reformular a Aritmética e adoptar outra numerologia, donde 3 maior que 5!!!

quinta-feira, abril 17, 2008 8:38:00 da manhã  
Blogger Rosa Oliveira said...

Bonjour...!

Que conversa desinteressante!!
Gosto mais quando o faz poesia ou denuncia a arrogância e prepotência daquele senhor vestido de Armani. Ao futebol, óbvio.
Pronto, mas isto sou eu, fêmea delicada e sensível.


Machismo é futebol e amor aos pés.
São machos adorando pés de macho,
e nesse mundo mágico me acho
em meio aos fãs de algum camisa dez.


Invejo os massagistas dos Pelés
nos lúdicos momentos de relaxo,
servindo-lhes de chanca e de capacho,
levando a língua ali, do chão no rés.

É lógico que um cego como eu
não pode convocar o titular
dum time brasileiro ou europeu.
Contento-me em chupar o polegar
do pé de quem ainda não venceu
sequer a mais local preliminar.

http://www.roteirosonline.com.br/futebol.htm

quinta-feira, abril 17, 2008 9:31:00 da manhã  
Blogger João B. Pico said...

Ouvi falar em Pélé?!
Ah, sempre há quem saiba de futebol,pena que finja nada perceber do que diz desinteressante.
Então nem ao dono do blogue dão o direito de servir o mote?!
Isto é que vai por aí uma democracia...
Já que viraram Péle, que tal falar de Nelson Arantes de Oliveira e da sua bela ex-companheira: Xuxa!
Xuxa, cara, aquilo era o maior barato mêmo!
Que loirona, meu chapa!
Oh a Anabela do Chalana, lembram-se era nossa conterrânea do Rossio...
Será anti barragem?!

quinta-feira, abril 17, 2008 1:58:00 da tarde  
Anonymous manuel marques said...

Chapa 5,mas que maravilha.Aquele sorriso de orelha a orelha após o 0-2 tendo em mente que que quem ia pagar as favas, (Acadèmica)eram os lagartos tornou-se numa azia crónica.

quinta-feira, abril 17, 2008 4:15:00 da tarde  
Blogger João B. Pico said...

A propósito de segunda circular, que toda a gente parece conhecer, alguém saberá onde fica a primeira circular?!
Pra haver 2ª teve existir uma primeira.
E como não há duas sem três, onde pára a 3ª circular. Haverá quarta?!
Não é a prova de avaliação de professores "concertada" pouco "acertada" entre os Sindicatos e a Ministra...

quinta-feira, abril 17, 2008 5:12:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Caríssimo Pedro, então, deixou acabar o chá outra vez? Pelos scones, nem questiono.
Penso que já lhe tinha recomendado ser preferível sobrar do que faltar.

Bom, me vou... preparar a fatiota para receber, amanhã, o Senhor Presidente.

quinta-feira, abril 17, 2008 6:37:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio