sexta-feira, julho 30, 2010

315/2010 - conversa da treta

força... ANTÓNIO

1 Comments:

Blogger manuel marques said...

Até na morte tiveste dignidade,jamais te esquecerei.Aqui longe me fazias sempre sentir tão perto.

Até sempre António Feio.

Abraço Pedro.

sexta-feira, julho 30, 2010 10:20:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio