sexta-feira, abril 18, 2008

1283 - ladrão que rouba a ladrão...

... tem sem anos de pedrão.

4 Comments:

Blogger Rosa Oliveira said...

Pedrão, seu trocadinho ficou legau.

sexta-feira, abril 18, 2008 9:26:00 da manhã  
Anonymous MANUEL MARQUES said...

Mais uma pedrada no charco...

sexta-feira, abril 18, 2008 6:15:00 da tarde  
Blogger João B. Pico said...

A 30 jovens casais por volta de 2001, na mais jovem freguesia de Abrantes, como se designava o Carvalhal as regras do PDM foram tão mal feitas que não tinham aplicação na prática.
Não se tratava de quererem construir nas hortas como os falsos moralistas ambientais e da biodiversidade logo abafam a questão.
É que havendo terrenos muito pequenos na zona de edificação dessa sede de freguesia ou noutras povoações rurais, aquilo que o RGEU ( Regulamento Geral de Edificação Urbana), desde 1951 permitia construir uma casa pelo alinhamento da rua e que tivesse o mínimo de 7 metros de frente podia num terreno com essa frente e uns 18 metros de fundo, 12 m prara as empenas da casa e 6 metros de quintal, casa essa com dois pisos de 70 ou 80 m2 cada piso, logo 140 a 160 metros.
Veio o PDM e "exigiu", sem saber se havia terrenos que correspondessem a essas exigências burocráticas - e não havia, é um facto - que só se construísse uma área de construção total que não fosse além de 0,2 ou de 0,3 da área bruta desse terreno.
Isto para essa coisa estranha no meio rural, que era libertar 0,8 ou 0,7 do terreno para espaço VERDE!
Não , não era para o Sporting...
Ora o que não falat no campo e nas aldeias rurais era o verde...
E se às vezes não se vê verde é por força de uns fogos que não há maneira de serem extintos...

Agora vem um despacho da CMA a reconhecer ter que fechar a escola Infantil do Carvalhal porque no próximo ano já não vão haver crianças par matricular.
Ora lá está provado que aqueles 30 jovens casais que em 2001 foram para fora da freguesia e muitos para fora do concelho, nomeadamente Sardoal e também Constância, onde se podia construir uma casa própria, se têm ficado na sua terra, hoje aquela escola não iria fechar.

Mas de 2001 para cá o que não foi desmentidos do PS ao ponto de terem negado a existência desses 30 jovens casais...
E quando eu escrevia lá vinha o ataque soez de que eu defendia a construção nas hortas...

O curioso é que esse despacho do fecho da escola foi feito no dia 1 de Abril- dia das Mentiras!
A mentira foi desmentida no dia das mentiras.
Daí a alusão também se aplicar a ladrão que rouba a verdade acaba denunciado no dia das mentiras, mas é verdade!
Ainda que 34 anos depois de Abril...

sábado, abril 19, 2008 7:50:00 da manhã  
Blogger João B. Pico said...

O que chateia mesmo é ver "analfabetos" que diziam que o PDM cumpria asua missão que era proibir, venham agora aí a bater palmas às " Cidades Criativas" quando estas têm por lema que cada um deve habitar onde desejar fazê-lo e sentir-se bem.
Ora isso nega o PDM como lei absoluta e proibitiva...
E como são os gajos do PDM quem aplaude as " Cidades Criativas" há que desconfiar de mais uma manigância dos gajos...
Desculpem isto poder ser muito pesadâo logo de manhã...
Sempre há a possibilidade de irem às compras já a seguir...

sábado, abril 19, 2008 7:56:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio