domingo, janeiro 17, 2010

30/2010 - bar sagres, pormenores





N.R.P. significa: navio da república portuguesa.
Ora B.A.R., barco da armada real, SAGRES, seria um nome muito mais interessante.
Imaginemos um barco chamado MJ, BAR MJ ou D' el Rey, BAR D' EL REY; soaria melhor não?

9 Comments:

Blogger manuel marques said...

Ui,que saudades.
Esteve a bordo camarada?
Gostou?
Abraço.

domingo, janeiro 17, 2010 6:25:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Estive, sim.
Gostei, camarada.
Gostei muito, não percebo nada de marinharia, mas percebo alguma coisa de cordas e de nós.
Gostei de ver a vida da parte inorgânica.
Aquele metal pintado, aquelas cordas esticadas, aquela madeira encerada têm cheiro e vida.
A tripulação, impecável.
Foi um bocadinho da manhã bem passado (e bem disposto que estava depois da vitória de ontem).
Um abraço, camarada
(«postarei» mais umas quantas fotografias e texto)

domingo, janeiro 17, 2010 6:34:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Desconfio bem que estás a ficar TONTO...

domingo, janeiro 17, 2010 7:26:00 da tarde  
Blogger manuel marques said...

Desculpe camarada mas na marinha só há uma corda,que é a corda do relógio,o resto são cabos...

Abraço.

domingo, janeiro 17, 2010 7:33:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Pois, pois... Tonto já há, fica a faltar um Jack Carlton Moore actual.
Pensando melhor, também, já há.
Pessoas com máscara.
Não deixa de ser uma boa metáfora, eu, o Tonto, o indígena, o homem da terra e os outros, os «lone rangers» com máscaras, eternamente, a soldo de interesses imperialistas limitativos da liberdade.
Cumprimentos e um bom 2010, cara pessoa anónima.

domingo, janeiro 17, 2010 7:36:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Cabos, grumetes e assim... não é camarada?
(eh, eh, eh)

domingo, janeiro 17, 2010 7:37:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, janeiro 17, 2010 8:13:00 da tarde  
Blogger manuel marques said...

"Valeu pelo «emadeiramento» polido do Cristo Rei."


Direi antes, valeu pelo Cristo Rei ,visualizado através do patamar do portaló.

domingo, janeiro 17, 2010 9:24:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Caríssimo Manuel, vamos bazar!,
este berlogue, hoje, está pleno de gente crescida. Vou à sua casa ler poesia.
Beijinhos para si e grata pela explicação
Boa noite
R

domingo, janeiro 17, 2010 9:27:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio