sábado, janeiro 30, 2010

46/2010 - memorando portugal, um



A colecção de posts denominados: memorando portugal; serão imagens, retratos que efectuarei ao longo deste ano de 2010.
Em comum terão o facto de serem locais/paisagens anteriores a 1910.
Coisas que a república não aprecia, coisas e locais que poderão ser destruídos, implodidos sem uma lágrima de tristeza, sem um suspiro de arrependimento.
Monumentos que os Reis nos legaram mas que a república poderá considerar obsoletos e destruíveis.
Serão o meu contributo para a comemoração do centenário da república (républica como lhe chamam em Abrantes).
As imagens (como todas as outras cuja autoria não atribuo) são fotografias da minha autoria sem toques, nem retoques, sem manhosices... um homem, uma máquina, um motivo.

7 Comments:

Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

sábado, janeiro 30, 2010 10:19:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

A razão porque (na minha opinião) não se deve destruir o que a fotografia nos mostra tem a ver com a preservação da memória.
Só conhecendo o que fomos, poderemos saber quem somos e projectar o que seremos.
Os republicanos e a comentadora querem implodir a Torre de Belém do ignóbil D. Manuel I por mim tudo bem... mas ficará registado neste «blog» como era/como foi para aqueles que nunca a sentiram.

sábado, janeiro 30, 2010 10:30:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

sábado, janeiro 30, 2010 10:52:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

O índio do amazonas, provavelmente, olharia o monumento e sentir-se-ia a mastigar pastéis de nada.

sábado, janeiro 30, 2010 11:10:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

sábado, janeiro 30, 2010 11:33:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Nada, pastéis de nada.
Era uma metáfora.
Não existem índios na Amazónia; os cowboys do «western spaggetti» quais buiças injusticeiros assassinaram-os.
Os indígenas da América chamam-se: ameríndios

sábado, janeiro 30, 2010 11:47:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

sábado, janeiro 30, 2010 11:57:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio