quarta-feira, março 03, 2010

83/2010 - a legitimidade distinta

Uma questão de legitimidade.
Voltarei, ainda hoje, a este tema...
Asssumir, ser assumido (créditos das imagens num próximo «post»)

17 Comments:

Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quinta-feira, março 04, 2010 8:00:00 da tarde  
Blogger manuel marques said...

E foi assim que tudo começou...

Heheheheh.

Abraço.

quinta-feira, março 04, 2010 8:15:00 da tarde  
Anonymous Luis Varino said...

Anda por aqui pessoal a precisar de tomar os comprimidos.

Realmente não é para todos acompanhar os raciocinios e argumentações de alguns comentadores deste blog.

Por vezes já se torna dificil para mim, enquanto cidadão vulgar, acompanhar alguns posts do autor, agora entender alguns comentários...

Valha-nos SANTA MARGARIDA

quinta-feira, março 04, 2010 8:46:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quinta-feira, março 04, 2010 10:24:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

sexta-feira, março 05, 2010 12:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Os anónimos são muito mais fixes que os falsos. Se eu me chamar "Maria" ou "Anónimo" que diferença faz? Não sou importante. E não é por isso que é menos verdade o que escrevo. Se cortar o nome ao meio ou aventar um nome diverso, isso faz de mais alguém mais distinto? Se me citarem num blog qualquer supostamente importante isso destaca-me intelectualmente? Não me parece... Desapareceu, o Senhor da Casa? Há mais que ler por aí...

domingo, março 07, 2010 1:38:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Todos nós, até os (Anónimos e outros)que na modéstia incorrem, “per si”, todos SOMOS importantes.

ANÓNIMOS destes, mais que importantes,... Essenciais!

No âmago da coisa quanto a baptismo, concordo em absoluto, pontualmente divergindo na busca (céptico mesmo quanto à do Sº Graal) e nem se fala no eventual objectivo!
RL

domingo, março 07, 2010 3:25:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, março 07, 2010 4:43:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Evaristo! A Joaquina.
O Alberto! (Não o Caeiro, presumo!), dão a cara e de quando em vez beijinhos(?), contribuindo.

O tal Arbitro (filho da santa... a mãe também incógnita no anonimato!), produz saliente acção no evento,seja em privado, seja em publico, mas está sob avaliação e é Anónimo...coitado, presumo!

- Prá fogueira da Santa "Inquisição" se não denunciar e profissão de fé obrigatória se não comungar!

Branqueando-se a "denuncia" deixa-se(?)ou tenta-se...olvidar o seu repugnante cariz e imoral conotação pidesca (essa sim cobarde), embora na essência seja 'anónima', (Va de retro Satanás).

Quando entendível (subjectivo!) por causas nobres (o quer que seja!), aplaude-se, mesmo que nos seja anónimo... clap, clap!
(Uí...mudam-se os tempos, mudam-se as vontade... e à data quão diferentes são!).

Será dos que teimam em não querer saber da Humana Historia e os registos dos últimos milénios?

Invocam:
- Ardeu... a tal Babilónica (biblioteca...), ardeu!

... mas hoje incentiva-se e enaltece-se a denuncia?

É cidadania denunciar... assim é meritório... a "Maria" é mais verosímil que o "Anónimo", embora ambos blindados.

Promovem-se os Bufos dos tempos modernos, toca a denunciar o vizinho que já não houve a BBC,(... mas força, em frente perante o abismo, um passo em frente, marche!)

FOD?-?? Estes tempos e estas retóricas.

FODX-XX!!!!
(Perdoe-me o Anónimo e a Flor, o X e o Y,... a infima pedra não tem nome mas a brecha que culmata é fundamental à estabilidade do universal templo ), desculpe a rude linguagem, mas não me contive!

- Não há como este nosso/meu Pais, ...PORTUGAL!

Orgulhosamente... e, acompanhado por não ofensivos clandestinos anónimos.

As melhoras!
RL.

domingo, março 07, 2010 6:58:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, março 07, 2010 7:46:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, março 07, 2010 7:59:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

tá-se... uma boa noite também para si!
OK!

RL

PS:Sem Sr. mas do genero masculino, auto-intitulando-se educado cavalheiro...seja isso o que entender)

domingo, março 07, 2010 8:45:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, março 07, 2010 9:21:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Já a algum tempo que cá não vinha (eu trabalho) mas fico triste porque o(a)s parvo(a)s continuam os mesmos só escrevem é merda armados em intlectuais.
Ganhem juizo!!!!!!!

segunda-feira, março 08, 2010 4:30:00 da manhã  
Blogger Rosa Oliveira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

segunda-feira, março 08, 2010 10:33:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Eu, um anónimo convicto, sou mais um a rebelar-se contra tão proeminente sapiência, sinto-me ofuscado por tão fluente ortografia. São momentos destes que me fazem sentir uma infima figura, que me resumem à minha real condição de ignorante.
Sabe Dona (ou será Dom... bem para o caso não importa), noto um enorme constrangimento na sua postura, uma vontade inóspita de malabar e sem querer «meter foice em seara alheia» (psicologia/psiquiatria), diria que tem uma janela-Killer aberta no seu cérebro, derivada presumo, por um trauma em criança.
Se, defende, mostra repugnância por blogs onde o anónimato é quem mais ordena, tal como a politica de «lana caprina», nunca é demais admitir que sem os preciosismos linguisticos de outros quejandos, a quantidade incomóda.
Bem não me quero alongar (não posso, o meu vocabulário é muito limitado) muito mais, deixo-a com os seus estonteantes dribles literários (o/a CR9 das letras) a pregar no deserto das oliveiras (será olival, não?).
Cumprimentos deste energúmeno escriba anónimo.

terça-feira, março 09, 2010 12:01:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Mas, acima de tudo, tenho a dizer-te que a perseguição aos pseudónimos – que em nada são anónimos – é uma parolada anacrónica ou um moralismo ridículo. Espero que nunca chegues ao Governo, pois começarias por fechar a Internet a quem não tivesse uma ficha de identificação pendurada no browser

quarta-feira, março 10, 2010 2:03:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio