terça-feira, outubro 23, 2007

1029 - babaré é o fim do mundo


No mundo preto, branco e mulato de Sousa Tavares (filho) os pretos são fadados para o pontapé na borracha, vulgo futebol e os brancos e alguns mulatos para o rugby.
Alguém disse que o futebol é um jogo de cavalheiros jogado por brutos e o rugby um jogo de brutos jogado por cavalheiros.
Sousa Tavares (filho) sabe bem quem são os brutos e os cavalheiros.
Durante muitos anos (...) dois países (...) não conseguia (...) futuro: a Índia [sic] e a África do Sul [sic]. Pois bem, enganei-me (...)
O que vimos neste Mundial de râguebi, com o triunfo de uma selecção sul-africana composta essencialmente por brancos e mulatos (...)
O triunfo da África do Sul [sic] ensina-nos uma lição [sic] que só os ditadores, os racistas e os particularmente estúpidos se recusam a ver [sic]: que a África não é dos negros (...)
Voltarei a este tema, obviamente, Sousa Tavares (filho) não sabe que há rugby no Fim do Mundo.

3 Comments:

Blogger pedro oliveira said...

http://bp3.blogger.com/_1FUSMyGOEmA/Rx3ScCqY3dI/AAAAAAAABH4/brb8k36jfyU/s1600-h/wdiag.jpg

quarta-feira, outubro 24, 2007 12:22:00 da manhã  
Blogger Rosa said...

Gabo-te a paciência que tens para ler este homem.
Interrogo-me quem educou este advogado, não seria Sophia, não pode ter sído, não creio, de todo. Não foi!

quarta-feira, outubro 24, 2007 9:16:00 da manhã  
Anonymous manuel marques said...

África breve,
Quebrar de onda,
Sussurro de vento,
Estrela cadente,
Roçar de asa,
Mágico momento,
Na eternidade do meu tempo,
Chão e casa...
Leite e mel
A terra prometida,
Espaço doce amargo,
No univerzo vazio
Da minha vida...

Apodreceram as semente
Do amor que plantei
Na raiva lavrada do teu ventre...
Não era o lugar e nem a estação
Para a colheita apetecida...
Era o trágico momento
Da sangrenta victória
Do ódio sobre a vida,
Da dramàtica contradição
De ser ou não da tua gente
E da renúncia assumida
Nas marés da história...

África breve,
Redimida
Tanscendida
Nas lágrimas da memória...

(Amélia Veiga)

quarta-feira, outubro 24, 2007 9:16:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio