quinta-feira, janeiro 24, 2008

1177 - (g)orgulho

Gajos como eu não precisam de ser patrocinados para escrever, a Veríssima, a Alternativa, a Lena Aires comigo não se safavam.
Poderia fazer um post sobre patrocínios e patrocinados ou sobre os malefícios da publicidade (não compro pepsodent desde que o Albarran se lhe vendeu) mas não o vou fazer, este post será uma análise ao conteúdo e à forma do texto, coisas tipo: disse-me que ele a tinha seduzido profundamente com uma carta que lhe mandou por mail. Será que a escritora queria dizer e-mail (electronic mail, correio electrónico em português?) ou queria dizer, simplesmente, uma carta que lhe enviou (as cartas e os e-mails são enviados, não são mandados) pelo correio, para quê recorrer à língua de Shakespeare, então?
(este post será editado se quiserem podem apontar outras características do texto como a exposição pública de uma carta ou será um e-mail? privada/o)

12 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Põe-se de molho em água limpa. Deixa-se repousar. Curioso é que o bichinho foge para fora, sem medo. O gorgulho, óbvio. Chama-se demolhar o feijão.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 12:48:00 da tarde  
Blogger r said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 5:06:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Desculpem-me là brincar com coisas sérias mas,
tenho gorgulhos para a troca.

-Gorgulho confuso da farinha.
-Gorgulho da farinha vulgar.
-Gorgulho de Khapra.
-Gorgulho do arroz.
-Gorgulho do feijão frade.
-Gorgulho do feijão.
-Gorgulho do milho.
-Gorgulho do tabaco.
-Gorgulho dos biscoitos.
-Gorgulho dos cereais.
-Gorgulho dos grãos.
-Gorgulho mercador dos cerais.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 6:31:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

O texto não é sobre gorgulhos quanto muito seria sobre engulhos...

quinta-feira, janeiro 24, 2008 6:55:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sai daqui insecto...
Entendi perfeitamente camarada.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:00:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Caro Manuel Marques, camarada, se em algum momento pensou que o meu comentário lhe fosse dirigido peço, humildemente, desculpa, pois, obviamente, não foi e não é minha intenção hostilizar os comentadores (que já são tão poucos).
Às vezes acho piada a escrever sobre um tema e os comentários levarem-me noutro sentido.
No «post» 1169 pretendia discutir as opções, a selecção de andebol, as habilitações literárias dos atletas e tal, se forem reler os comentários constatamos que acabámos a falar de salada de frutas e de carne bovina e «porquina», sinceramente, não me apetece discutir a problemática do gorgulho estava mais interessado em que reflectissemos em conjunto sobre o conteúdo do «post» e não sobre o título que, aliás, foi inspirado nesta frase: «e fiquei com orgulho de ter o mesmo curso que eles (...)»
Neste «blog» não há censura e a caixa de comentários continua aberta, sem verificações e tal e todos são, obviamente, livres de falarem sobre gorgulhos, pregos ou saladas de fruta.
Um grande abraço que é extensível a todos os que por aqui vão passando, comentando ou não.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:18:00 da tarde  
Blogger r said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:22:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A esperança é fruto da paciência.Devería-mos acrescentar:e da modéstia.O orgulhoso não tem tempo para esperar...Sem querer nem poder estar à espera,força os acontecimentos,como força a sua natureza;amargo,corrompido,quando esgota as suas revoltas,abdica:para ele,não há qualquer forma intermédia.É inegável que é lúcido;mas não esqueçamos que a lucidez é própria daqueles que,por incapacidade de amar,se dessolidarizam tanto dos outros como de si próprio.

Emil Cioran,in 'A tentaçãode existir'

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:28:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não entendi isso Camarada,apesar de nao o conhecer pessolmente ,conheço-o suficentemente para saber que não é tipo para hostilizações mas sim homem de pegar os touros pelos cornos.Se há alguém aqui que deve pedir desculpas sou eu .Simplesmente quis; irónicamente comentar o post.

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:37:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Ok, ok, mal-entendidos esclarecidos, agora, deixam-me preparar a minha aulita de amanhã, sim?
Já volto ao tema da doutora bióloga, das enseadas entre as serras, das actividades para adultos e crianças em paralelo (as linhas paralelas nunca se encontram, não é?) da devassa da privacidade, dos juízos de valor («não, não era uma antiga aluna» e se fosse?).
Mais logo...

quinta-feira, janeiro 24, 2008 8:56:00 da tarde  
Anonymous Vânia said...

O pior de tudo é estar fazendo uma pesquisa realmente sobre Gorgulhos e o site me abrir uma página que leva à discussões de um texto que não tem nada a ver com minha pesquisa...

segunda-feira, julho 16, 2012 8:39:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Desculpe, Vânia, um beijinho e boa pesquisa sobre o verdadeiro gorgulho, tá? :)

segunda-feira, julho 16, 2012 8:44:00 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio