terça-feira, abril 13, 2010

219/2010 - parabéns benfica, ficaram bem na fotografia




Quem lê as palavras que vou semeando, por aqui, sabe que aprecio o desporto em geral e o futebol em particular.
Gosto do futebol que brinca na rua, na terra batida e nas ervas altas.
Gosto deste Benfica.
Um Benfica que durante a época viveu da fantasia de Saviola, da magia de Aimar, da frieza de Cardozo, da consistência táctica de Javi Garcia, do amadurecimento competitivo de Fábio Coentrão e de algumas intermitências de Di Maria, de Carlos Martins, Weldon...
Um título bem entregue... para o ano há mais.

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

FACTURA LIVERPOOL QUASE PAGA STOP

DEIXÁMOS DOIS PARA PORTO STOP

ANO QUE VEM HÁ MAIS STOP

JESUS STOP

quarta-feira, abril 14, 2010 1:38:00 da manhã  
Blogger manuel marques said...

Aos benfiquistas não arrogantes os meus parabéns.
Como diz o Camarada Pedro,pró ano á mais.

Saudações leoninas.

quarta-feira, abril 14, 2010 5:30:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sejamos democráticos, amor com amor se paga.
Contra as críticas arrogantes aos troféus da pré-época.
Contra as críticas arrogantes aos “reformados” Aimar e Saviola e ao custo do Javi Garcia.
Contra as críticas arrogantes do “começam sempre bem, mas depois…”.
Contra as críticas arrogantes às “goleadas só contra pequenos”.
Contra as críticas arrogantes sobre túneis, toupeiras e super-heróis.
Contra as críticas arrogantes do “ser levado ao colo”.

A evidência arrogante da equipa que praticou sempre o melhor futebol e merece ser campeã.

quarta-feira, abril 14, 2010 7:55:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

e já agora, que comentário arrogante é esse seu Manuel Marques arrogante? O Sr. começou de mansinho, mas últimamente tem-se excedido, mas olhe que não tem razão para isso (imagine-se se têm ganho aos lampiões...)

quarta-feira, abril 14, 2010 9:13:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Senhor Pedro, os meus cumprimentos por este post. Revela alguma elevação que todos nós, sportinguistas, deviamos ter. O nosso clube tem andado às avessas com o caminho certo. Esta aliança com o porto do pinto da costa, que nos ofendeu, pelas palavras nas escutas ao nosso Paulinho, figura querida de todos nós e do nosso presidente (apesar de pensar que é um liberalzinho que nos vai afundar) cabelos brancos cheira-me muito mal. Associarmo-nos a corruptos comprovados (que se lixe se a prova não foi admitida em tribunal!!!) é pior que Sá Pinto a dar uns amassos ao Liedson, Bettencourt a criticar o fundo dos aguias e depois dizer que é excelente ideia, que o izmailov ir dar uma volta à Rússia, que....... Enfim!!! Parabéns ao Benfica (por mais que me custe). Oh Costinha, esquece as instruções que recebeste do porto são más. Nunca serviste, vestiste a camisola do Sporting e desde que chegaste tem sido tudo menos confusão!!!!

Saudações leoninas. Para o ano há mais. vamos ver se saímos da malapata.

quinta-feira, abril 15, 2010 1:45:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Saudações leoninas. Para o ano há mais. vamos ver se saímos da malapata.

Quinta-feira, Abril 15, 2010 1:45:00 AM

---------------------

A malapata só poderá acabar quando se acabar com a corrupção no futebol português começando pela vergonhosa classe de arbitragem que está implantada neste país.

Acabem com eles e verão a realidade dos resultados em campo.

É mau demais o campo estar inclinado só para um lado.

quinta-feira, abril 15, 2010 3:07:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Até que enfim algum bom senso. Parabéns anónimo das 1.45 do dia 15, sem renegar a sua clubite (saudável, registe-se), consegue fazer uma análise sucinta e lúcida da realidade do clube do seu coração.

quinta-feira, abril 15, 2010 6:15:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Qual será o clube do coração do anónimo da 1:45?

A ilusão dá nisto, com passas e bolos se enganam os tolos e o anónimo das 6:15 deu os parabéns a um sósia.

eh..eh..eh..

Mas que ganda mona..

quinta-feira, abril 15, 2010 11:22:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Porque será que hoje só me saem duques e cenas tristes? A bruxa bem me dizia que iria ser beliscado por tentilhão de bico dourado!!!

quinta-feira, abril 15, 2010 11:37:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Antes do derby o “Record” publicou um artigo sobre as simpatias clubistas dos nossos 230 deputados à Assembleia da República:
SLB – 68 deputados (29,6%)
SCP – 59 deputados (25,7%)
FCP – 41 deputados (17,8%)
Outros clubes – 44 deputados
Sem clube / não responderam – 18 deputados.

Por forças partidárias:
PS – 33 deputados lampiões (SLB) e 23 deputados lagartos (SCP)
PSD – 17 SLB e 24 SCP
CDS – 6 SLB e 6 SCP
PCP/PEV – 6 SLB e 3 SCP
BE – 4 SLB e 3 SCP.

Curiosa (ou não) a vantagem do Benfica à esquerda e do Sporting à direita.
Será do Santana e da Manela?
Ou do visconde…

sexta-feira, abril 16, 2010 12:34:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Viva o benfica - viva o Orelhas - com o benfica o Papa e o Fado este país vai sair da crise depressa.

Acaba-se a Corrupção neste país, a fome e a discriminação social, acabam-se os marginais, os sem abrigo, a sopa dos pobres, etc., etc..

Viva o benfica, que vai salvar Portugal desta miséria toda.

sábado, abril 17, 2010 2:19:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Se faz favor, uma caixinha de Rennie para a mesa do canto.
O objectivo do Benfica, tal como o do Sporting ou do FC Porto, ou do desporto em geral, não é salvar Portugal da crise, nem os sem-abrigo ou os marginais.
Discurso típico de quem só vê bola à frente dos olhos e que o vomita quando o seu clube não lhe dá alegrias.
É a chamada, em português, dor-de-corno.
O chavão dos três éfes é mais político do que social e está completamente datado. Serviu, no “tempo da outra senhora”, para dirigir as atenções do povo para fenómenos de popularidade como a Amália, o Eusébio, o Benfica dos anos 60 e as peregrinações a Fátima, de maneira a não se porem em causa as políticas do Estado Novo e principalmente a Guerra Colonial. Foi um mero golpe de diversão e está provado que o regime se serviu deles e não o contrário. Que se saiba o doutor Oliveira Salazar não jogava à bola nem tocava guitarra portuguesa.
Actualmente, as igrejas estão vazias, as casas de fado, tal como Fátima, é mais “turistas”, mas no futebol pouco mudou. A bola continua a ser o “ópio” de certo povo (por vontade própria, ninguém é obrigado a ser doente) e a confusão dos três “ópios” dos anos 60 vem ao de cima em ano de Benfica e visita papal.
Os doentes (completamente loucos) são esses energúmenos que põem o clube acima de tudo (da família, do trabalho, etc), e que facilmente também poderão ser racistas, xenófobos, homofóbicos e politicamente facciosos, que quando a vida lhes corre mal, escarram as alarvidades da sopa dos pobres e da discriminação social (mas fazendo discriminação religiosa com a referência ao Papa).
O país precisa é de competência e optimismo.
Tal como o Sporting.
E já agora, jogadores a sério…

sábado, abril 17, 2010 5:39:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sim senhor, bom discurso à moda do (faz de conta) do anónimo das 5:39.

Este anónimo parece não andar neste planeta em que está inserido este país miserável onde abunda a corrupção contínua, a miséria e exploração humana, bem como a desigualdade social tão profunda como se assiste dia após dia.

Os 3 F F F são sim o retrato de gente com falta de conhecimento das coisas como este anónimo ou então, não o quer reconhecer porque, quando se vê mentalidades fracas como a deste anónimo, é sinal que defacto anda atrás da Banda dos 3 F F F como que se de pão para a boca se trate.

É triste, muito triste saber-se de pessoas assim que defendem causas que nada contribuem para o bem estar de um país que está no estado em que se vê, em desfavor daquilo que este país tanto necessita que é igualdade social para todos os que trabalham e diáriamente sofrem na pele com tanta injustiça.

É aí que o país precisa de competência e optimismo e não pôr o futebol ou um clube acima de tudo isto.

A história dos 3 F F F ser chavão político e não social estando associado a uma data, é uma esfarrapada desculpa de um mau conhecedor das coisas que este país atravessa, vê-se sim, à vista de quem quer ver com seriedade que se está querendo cada vez mais tapar os olhos ao povo com os 3 F F F.

Se a esta realidade toda se chame (dor de corno) então à panóplia desaustinada que se está assistindo neste país o que se poderá chamar?

Talvez o investir com a cabeça contra a capa vermelha tal como o fazem os touros na arena.

É assim que os incautos da miserabilidade deste país procedem.

Viva o benfica que vai tirar este país do caos em que ele está enlameado.

Vem aí o milagre vermelho para aqueles que de olhos esbugalhados e cara de esfomeados deixam os seus euros no estádio vermelho e em casa a família chora por falta de pão para a boca.

Avante glorioso, que este país contigo no comando vai ser o deus nesta terra dos esfomeados e esmifrados que abundam já aos milhões.

Haja mentalidade capaz para se captar o que de real se passa neste pequeno terreno onde já quase se comem uns aos outros.

Portugal é o benfica, o resto é paisagem.

Já o Poeta o dizia:

Pátria minha que tão abandonada estás caída nas mãos de irracionais sem estofo.

domingo, abril 18, 2010 6:08:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caro amigo, os ingredientes para a sopa dos 3 éfes são:
1 – Salazar - Presidente do Conselho de Ministros, entre 1932 e 1968.
2 – Guerra Colonial – Começa em 1961 em Angola, em 1963 na Guiné e em 1964 em Moçambique. O exército português começa com um efectivo de 50000 homens em 1961 e termina com 150000 em 1974. Para saber quantos portugueses estiveram ligados à guerra, directa ou indirectamente, basta fazer contas. Morreram 8289 e ficaram deficientes 15507. Os mesmos militares que a fizeram, acabam com ela no dia 25 de Abril de 1974.
3 – Eusébio – O melhor jogador de futebol português. Foi uma vez campeão europeu e 3 vezes finalista europeu, ganhou 11 campeonatos nacionais e 5 taças de Portugal, 7 vezes melhor marcador do campeonato nacional e duas vezes melhor marcador europeu. Marcou 733 golos em 745 jogos oficiais. Jogou no Sport Lisboa e Benfica entre 1961 e 1973.
4 – Amália – A “Rainha do Fado” começou a carreira em 1940 com 20 anos, internacionaliza-se em 1950, canta em directo no canal da TV americana NBC em 1953 e, depois de correr o mundo, é condecorada por Marcelo Caetano em 1969, antes de iniciar a sua digressão à União Soviética. Podemos ainda ler na Wikipedia: “Sabe-se então que Amália, vista por muitos como um dos Fs da ditadura ("Fado, Fátima e Futebol"), colaborara economicamente com o Partido Comunista Português quando este era clandestino. Amália Rodrigues representou Portugal em todo o mundo, de Lisboa ao Rio de Janeiro, de Nova Iorque a Roma, de Tóquio à União Soviética, do México a Londres, de Madrid a Paris (onde actuou tantas vezes no prestigiosíssimo Olympia). Propagou a cultura portuguesa, a língua portuguesa e o fado.”
5 – Fátima – No 13 de Maio de 1967, o Papa Paulo VI desloca-se a Fátima, no cinquentenário da 1ª Aparição de Nossa Senhora, para pedir a paz no mundo e a unidade da Igreja.
Agora, coma e cale.

segunda-feira, abril 19, 2010 12:47:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Agora coma e cale.

O velho sermão da Sopa dos Pobres.

Blá..blá blá.. E viva o benfica que vai pôr este país num autêntico paraíso!

Ao pequeno almoço - benfica.

Ao almoço - benfica.

Ao jantar - benfica.

Ao deitar - benfica.

Ao levantar - benfica.

A barriga a dar horas - benfica.

Renda da casa água e luz - benfica.

Assistência médica - benfica.

Medicamentos - benfica.

Carro - benfica.

Gasolina ou Gasóleo - benfica.

Trabalho - benfica.

E tudo o resto - benfica.

Isto é uma beleza, o progresso está aí - benfica.

------------------------

Os assaltos diários em força, ná não pode ser benfica.

Corrupção em força - ná não pode ser benfica.

Discriminação social - ná não pode ser benfica.

Enfim um rol de miséria sem fim onde os fanáticos alucinados só vêem um caminho para a salvação deste miserável país - benfica.

É isto a comida que nos dão.

quarta-feira, abril 21, 2010 2:24:00 da manhã  
Blogger António Gil Ferreira said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quarta-feira, abril 21, 2010 11:24:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ao escrever dezanove vezes “benfica” num comentário (nunca visto nem ao lampião mais empedernido), o anónimo só comprova a grandeza do clube.
As grandes causas, já sabemos, também provocam grandes ódios.
Mas além dos braços enormes que envolvem tamanha mole adepta que ninguém consegue parar, o SLB possui umas costas bem largas para as imbecilidades do costume.
Caro amigo, desabafe à vontade não vá ter um enfarte.

PS – Sendo apologista da liberdade de opinião, mas não da liberdade de baboseira, traduzo o meu “coma e cale”. Significa tão-somente: leia, aprenda e não diga tolices.

quinta-feira, abril 22, 2010 12:34:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio