sábado, maio 22, 2010

245/2010 - parabéns, milito


Quem gosta de futebol sabe que há um Milito herói e um Milito que poucos lembrarão.
Lembro Gabriel, pois foi um português - Olegário Benquerença - que o impediu de estar em Madrid (podia perder ou ganhar, competia).
Sei que Gabriel estará contente pelo irmão, um avançado fantástico produto do Racing Club da Argentina, do Génova de Itália e do Real Zaragoza de Espanha... hoje, Diego Milito ganhou a Champions e Gabriel sorriu...

10 Comments:

Blogger manuel marques said...

Final bem disputada em qque ganhou a melhor equipa em campo.Gostei da forma com o Mourinho artilhou o Inter e minou o Bayer.

Abraço

sábado, maio 22, 2010 10:49:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sei que José estará contente por ele próprio.

Um treinador fantástico produto do ISEF, do Rio Ave, do Belenenses, do GD Sesimbra, do Comércio e Industria, do Estrela da Amadora, do Vitória de Setúbal, do Sporting CP, do FC Porto, do FC Barcelona, do SL Benfica, da União de Leiria, do Chelsea FC...

Hoje, José Mourinho ganhou a Champions e … sorriu.

domingo, maio 23, 2010 12:15:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Cada vez mais parvo!!!

domingo, maio 23, 2010 1:05:00 da manhã  
Blogger TZ said...

Ontem ouvi o nome do Mourinho uma data de vezes. Acho que é José Maria dos Santos Félix Mourinho. Agora o Pedro chama-lhe Olegário Benquerença?

domingo, maio 23, 2010 10:26:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Não compreendo. O Barcelona paga-te para fazeres publicidade. Aposto que és daqueles que davas todo o salário para o Barcelona. Eu não odeio o Barcelona, mas sou fã do Real Madrid porque tem pessoas muito mais civilizadas à frente, e é um clube com uma dimensão maior que o Barcelona. Aliás, o Barcelona é um clube regional!

domingo, maio 23, 2010 10:52:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

É... Olegário e José são assim uma espécie de compadres, conhecem-se de Leira, quando José treinava a União local.
Esse compadrio ficou bem patente no jogo Inter vs. Milão; uma arbitragem vergonhosa que colocou o Inter na final.
Não esqueçamos que no jogo seguinte o Inter em Camp Nou não efectuou um único remate à baliza do Barcelona.
Há quem ache o futebol de Mourinho maravilhoso, pergunto-me se teriam visto jogar o Brasil de 1982, o Milão dos três holondeses, o Inter dos três alemães, a Holanda e o Barcelona de Cruijff (em neerlandês), a Argentina de Maradona e Valdano e tantas, tantas equipas que bailavam em campo e arrancavam aplausos e sorrisos das bancadas.

domingo, maio 23, 2010 11:13:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

«Não compreendo. O Barcelona paga-te para fazeres publicidade. Aposto que és daqueles que davas todo o salário para o Barcelona. Eu não odeio o Barcelona, mas sou fã do Real Madrid porque tem pessoas muito mais civilizadas à frente, e é um clube com uma dimensão maior que o Barcelona. Aliás, o Barcelona é um clube regional!»

Cara pessoa anónima,

Adoro o Barcelona e detesto o Real Madrid.
O Real Madrid lembra-me o odioso Franco.
Barcelona, remete para liberdade; Bar... (bar, ok) celona, descontracção, ser lona, estar nas lonas (pobreza), acampar em tendas de lona, informalidade.
Real Madrid... gajos arrogantes, engravatados, endinheirados, a comprarem estátuas de Madeira, «simpsórias».
Barça, o meu Barcelona, é um clube de futebolistas, do menino Messi, do meu Pedrito de Tenerife, do gadelhudo Puyol, de Xavi, de Bojan, de Valdès... «é més que un club».
Os outros são uma legião estrangeira como o Benfica de Jesus ou de Quique com onze estrangeiros; ou o Inter de Silvino e dum gajo de Setúbal (que nunca perdeu uma «Champions» de pitons calçados... nunca era convocado).
Para mim o futebol são pessoas emocionadas nas bancados, é o Telmito a correr dum lado para o outro; é o Gonçalo e o filho a gritarem pelo «nosso Sporting».
Para mim futebol é emoção; tácticas manhosas não.

(peço desculpa pelo seu comentário não ter sido colocado mais cedo, só agora o vi... as minhas desculpas (reiteradas) e um abraço).

domingo, maio 23, 2010 8:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas ó caríssimo Pedro, quem é a imagem de marca da monarquia é o Real Madrid, não há pr`aí um equivocozito? Já que fala com tantos ismos (regionalismos, sportinguismos...), apesar da suposta dimensão do pomposo nome do seu clube (é engraçado que tem que existir um mini clube para cada lagarto, pois é só «o meu isto, o meu aquilo...», é claro quando ganham), ele não é regional. é «zonal» tipo Campo Grande via lusco-fusco. Não se queiram comparar com quem não podem, falta-lhes dimensão (and money) e traquejo. Fiquem-se com a emoção (o choro compulsivo, os lenços brancos a fazer lembrar Fátima, o «só eu sei porque não fico em casa») e a angustía de pró ano é que é. Ah, também a roer as unhas de inveja...

domingo, maio 23, 2010 10:34:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

"Lembro Gabriel, pois foi um português - Olegário Benquerença - que o impediu de estar em Madrid (podia perder ou ganhar, competia)"

Também lhe lembro que o ano passado impediram de uns poucos de portugueses ( chelsea) de estarem numa final da champions por situações mais escandalosas...

Também lhe lembro que esse clube de nome Barcelona à uns anos atrás até para eliminar o SLB nos quartos finais (com uma equipa vulgar) teve que ser beneficiado....

Ou nao se lembra ???

Nestes ultimos anos têm sido levados completamente ao colo na Champions.

Um clube que nao sabe perder, (aspersores) nao sabe respeitar proprios jogadores que ja deram tudo pelo clube ( Figo )

E foi campeão na Liga Espanhola por mais de demerito do Real .

Um dia quando o Mourinho começar a nao ganhar certamente até orgasmos terão de felicidade.

segunda-feira, maio 24, 2010 9:19:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

E mais outro equivocozito...
Foi "teu" odioso Franco que permitiu a restauração da "tua" monarquia "bourbonica".
Qualquer monárquico espanhol, ou português, que se preze, ama Franco.
Odioso é o Garzon.

segunda-feira, maio 24, 2010 2:17:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio