quinta-feira, março 18, 2010

97/2010 - futebol...ii

Às vezes não há antes nem depois.
Existem várias pessoas que teclam em pontos diferentes do mundo.
Pessoas, supostamente, isentas... os jornalistas.
Pessoas toldadas pelo clubismo... os adeptos.
No meu caso, no caso do Sporting, a emoção não abafa a razão.
É razoável amarmos um clube, é amesquinhante as irracionais atitudes que tomamos, que tomam.
Um abraço para Simão Sabrosa, para Paulo Assunção (e para Tiago) gostaria, sinceramente, que uma equipa com jogadores portugueses vencesse a primeira Liga Europa.

20 Comments:

Blogger manuel marques said...

o que se pasou ontem é intolerável.Os jogos ganham-se dentro do campo.Á pedrada nunca...

Abraço e bom fim de semana.

sexta-feira, março 19, 2010 8:01:00 da tarde  
Anonymous Franciu said...

Acho que a primeira pedra foi um NN que a atirou...directamente do Velodrome.

sexta-feira, março 19, 2010 8:25:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Simao Sabrosa pro c******.
Traidor.

sexta-feira, março 19, 2010 9:00:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Triste lagartagem, até o Visconde dá voltas na tumba.
Reduzidos à vossa insignificancia!

sexta-feira, março 19, 2010 10:24:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se o moderador me permitir, gostaria de fazer um reparo ao anónimo das 9.00 de 19/03.
Porquê? porque é Simão Sabrosa um traidor? será porque valeu uma mão-cheia de massa ao seu clube de origem na sua passagem para o Barcelona? será porque o mesmo clube não lhe deu/não quis dar, a oportunidade de voltar a jogar no seu país? Tantas perguntas que dúvido alguém ouse responder, pelo menos em termos morais.
Se existe uma coisa que Simão nunca renegou, foi o seu sportinguismo (só lhe fica bem) e nunca o vi ser marginalizado pelos benfiquistas por tal, contrariamente por ex. ao Sr de risco ao meio, a quem o Benfica matou a fome (era vermelhão desde que nasceu, dizia) e projectou no mundo do futebol, para no fim o renegar como à lepra.
Então e Figo, Cristiano (estão-se marimbando para o Sporting)e o próprio Caneira (esteve no outro lado da 2ª circular), não é traidor?
Trição mas ao futebol, foi o que se passou ontem em Lisboa, com aqueles energúmenos (portugueses e espanhóis) numa batalha campal (combinada, atente-se) a pretexto de um simples jogo de futebol.
Tenha vergonha e não seja faccioso, senão acaba sem amigos.
O Politico Residente

sexta-feira, março 19, 2010 11:18:00 da tarde  
Anonymous Rolão Preto said...

Começa-se com uma equipa só com portugueses.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos e altos.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos e altos e louros.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos e altos e louros e de olhos azuis.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos e altos e louros e de olhos azuis e circuncisos.

Que depois passa a ser só com portugueses brancos e altos e louros e de olhos azuis e circuncisos e monárquicos.

Que depois…

sábado, março 20, 2010 12:50:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Caro politico residente:

Acho espantoso que um lampião dos sete costados como o carissimo amigo venha armado em moralista defender um "pesetero" sem escrupulos que trocou e traiu as pessoas e a instituição que lhe propocionou a vida que hoje tem só porque a mãe da Mariana (o pai não se sabe quem é) quis que ele fosse para o clube do qual o seu pai era dirigente.
E se pelo menos (haja ou não razao) os SPORTINGUISTAS têm um motivo para achincalharem o padrasto da Mariana, criticas vindas de adeptos de um clube que a 2 ou 3 anos fez o que fez ao cristiano ronaldo no estádio da luz não aceito nem admito.
As pessoas boas veem-se pelo caracter, postura e humildade coisa que o "pesetero" não tem ao contrario de outros como o risco ao meio que estando do outo lado da barricada nunca escondeu ou traiu a sua casa mãe a exemplo tambem do J.V.Pinto que depois do que lhe fizeram nunca o ouvi dizer mal do slb.
Quanto aos confrontos o amigo deve perceber bem disso visto que nós ao vosso lado somos uns passarinhos, lembre-se de um passado recente, mortes com petardos, campeonatos do calhau, tacos de hoquei e beisebol, chapadas nos tuneis,areas de serviço destruidas etc...
Isto sim é deveras vergonhoso.

o passarinho

sábado, março 20, 2010 1:32:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

1. Nem mais, camarada

2. «Velo em franciu» é bicicleta. O emblema do Benfica é uma roda de bicicleta (a águia era o emblema do Sport Lisboa). Um clube com uma roda de bicicleta vencer num «velodrome» é a coisa mais natural do mundo.

3. Faço minhas as palavras do «político residento» uns comentários mais abaixo

4. Concordo. O que aconteceu ontem envergonha os sportinguistas vivos e mortos. Por falar em sportinguistas mortos, recordo Rui Mendes, assassinado, brutalmente, por um petardo que lhe despedaçou o peito (final da Taça de Portugal 1996) também ele deve estar triste.

5. Não me recordo de nenhuma atitude menos digna de Pulo Bento em relação ao Benfica, pelo contrário, já esta época elogiou a capacidade de mobilização dos adeptos do Benfica.

6. Está a bater à porta errada. Não ter estrangeiros era uma das grandes bandeiras do Benfica. Recordo-me, perfeitamente, do primeiro jogador estrangeiro a jogar no Benfica (foi decidido em assembleia geral extraordinária) um brasileiro chamado Jorge Gomes que se estreou no dia 11 de Agosto de 1979.

7. Se há coisas que não percebo é a irracionalidade com que algumas pessoas lidam com «o caso Simão».
«Pesetero» é/foi Figo.
Simão foi muito bem vendido para o Barcelona, com a camisola catalã, ajudou a vencer o clube galáctico do «pesetero» coisa que muito gostei de ver, sublinhe-se.
Anos depois é negociado, o Sporting tinha direito de opção para o adquirir ao Barcelona e não o exerceu (era demasiado caro) acabou por ir para o Benfica.
Não vejo qual o problema.
Quanto a alguns problemas de carácter não comento, contudo, nunca vi Simão a fazer birras dentro do campo ao contrário do mimado Cristiano Ronaldo.

sábado, março 20, 2010 2:09:00 da manhã  
Blogger Robin do Bosques said...

Ser Sportinguista não é para todos e não se é do Sporting por opção, sim por vocação e devoção e dedicação.

Relativamente ao Sr Simão, o tal de Sabrosa, desculpa Zé mas não concordo contigo, enfim são opiniões e já te digo porquê.

Quanto ao comentário do "politico residente", não sabe com toda a certeza todo o percurso e as atitudes desse senhor.

Assim, muito resumidamente, o tal menino bonito dos lampiões foi um grande jogador do Sporting, que lhe matou a fome, quando veio de Sabrosa, que o fez homem e jogador da bola. Foi bem vendido para o FC Barcelona e anos mais tarde quando esse clube o quis vender, o Sporting não tinha interesse nem argumentos financeiros para o adquirir. Até aqui tudo bem, o Quaresma teve um percurso identico, embora tenha regressado para o Porto.

Depois, é que a história tem que se lhe diga:
1. Ao Quaresma, não me lembro por exemplo de o mesmo dizer que num confronto do Sporting com outra equipa e em que a dele não tivesse interesse nenhum no resultado, queria que o Sporting perdesse. O menino de Sabrosa sim, e na sede daquela claque que não é claque porque não é oficial mas que tem bilhetes de borla para os jogos e até teve bilhetes para a final do campeonato de Juniores do ano passado que acabaram com pedradas!

2. O menino de Sabrosa, foi acolhido no Sporting por um grande SENHOR, chamado AURELIO PEREIRA, que o acolheu em sua casa, lhe matou a fome e fez dele o jogador que pode ser vendido para o Barcelona e esse menino, o de Sabrosa, não teve a dignidade de o convidar para o seu casamento. Qualquer pessoa boa, não convidava para, supostamente, um acto tão importante da vida, uma pessoa que lhe permitiu passar da pobreza em que vivia para uma vida de "lorde"?

São estes pequenos grandes detalhes que definem um Homem, e o Simão não o fez.

sábado, março 20, 2010 9:29:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Vamos lá colocar os pontos nos is, para ver se nos entendemos:
Não quero, aliás nunca foi minha intenção estar a gerar uma onda exacerbada de fervor clubistico, achei confesso, exagerada a forma pouco ortodoxa na referência a um profissional de futebol (que não conheço pessoalmente, logo não conheço em profundidade essas intimidades que pelos vistos são públicas e banais).
Agora quanto à violência gratuita do que se passou nas imediações do Alvalade XXI, mantenho a mesma opinião. Aqui não estou a condenar o prevaricador «Sportinguista» mas a violência no seu todo e ainda por cima préviamente combinada, atente-se. Para o anónimo que parece conhecer-me tão bem, devia saber entre outras coisas, que em assuntos desta índole sou imparcial, ou seja, quem viva à margem da lei, seja ele da àguia do leão ou do dragão, tem que ser condenado e castigado. Sejam as mortes por petardos, as pedradas, o roubo e destruição de estações de serviço e comboios, até à simples provocação do «intruso» com um cachecol ou camisola de um clube rival, eu sou intransigente. Também dizer que não tenhamos ilusões, aqueles senhores das claques (especialmente os cabecilhas) são todos farinha do mesmo saco, são profissionais da arte da manipulação colectiva (para não lhe chamar outra coisa) e de outras práticas de carácter duvidoso. Vivemos num estado de direito e devemos respeitar as vontades alheias e não é por pertencer à tribo da minha devoção que mudo de opinião. Temos que ter racionalidade no futebol, viver a vida do nosso clube com intensidade e devoção, mas nunca perder o sentido da razão. Acho que me fiz compreender e já agora (parece que sou o único neste espaço), viva o Benfica.
O Politico Residente

sábado, março 20, 2010 12:07:00 da tarde  
Anonymous Bosman said...

... e em 1979 quantos estrangeiros tinha o Arsenal? Sabe? Ou o Inter de Milão, ou o Barcelona, ou o Chelsea, ou o Real, ou o Liverpool, ou a Juventus, ou...

sábado, março 20, 2010 10:28:00 da tarde  
Anonymous Não sou advogado do Simão, mas... said...

Ser adepto de algo por “vocação e devoção e dedicação” não é exclusivo dos sportinguistas. Como a calúnia e a mentira também não o é. Mas, para evitar que “uma mentira repetida muitas vezes se torne verdade”, seria correcto que os Robins e os passarinhos deste mundo pudessem "completar factualmente" as suas "versões" do percurso do Simão. Em relação à pobreza familiar, aos convidados do casamento e à paternidade das filhas, etc. Se é que isso interessa alguma coisa ao público em geral e aos sportinguistas em particular. Quanto às declarações de Simão depois de estar desvinculado do clube, serão, com certeza, de maior preocupação para os sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal certas declarações e atitudes de certos profissionais VINCULADOS AO CLUBE, nos últimos tempos: Liedson, Sá Pinto, Miguel Veloso, Ismailov, Costinha, etc, etc, etc,…

domingo, março 21, 2010 12:52:00 da manhã  
Blogger Robin do Bosques said...

Não sou advogado do Simão, mas... disse...
Mas deve ser lampião com toda a certeza, tal é o seu discurso.

Os Robins e os passarinhos são SPORTINGUISTAS, sabem o que se passou com esse tipo, e sem duvida alguma existem muitos tipos, quer no SCP, quer noutros clubes que não respeitam quem lhe paga o ordenado ao fim do mês.

Tenha vossemecê preocupações com o MPLA, com o JES e com aqueles que utilizam o clube do milhafre para fazer lavagem de dinheiro, porque isso a vocês deveria dar mais dor de cabeça que se preocuparem com o SCP, porque quando a bomba rebentar, ai JESUS, o que é que aconteceu.

Pode ser que o caso dos pneus com pó de talco seja agora deslindado.

domingo, março 21, 2010 1:49:00 da manhã  
Anonymous Também não sou advogado de Jesus, mas... said...

Caro Robin,

Saberá certamente que robin, em inglês, significa pisco que, tal como "vossemecê", é ave que não sabe cantar: bla, bla, bla,... bla, bla, bla, mas de factos concretos, nada.

Queria mesmo assim reafirmar-lhe que tenho a ideia que enquanto esteve vinculado ao SCP, o Simão sempre respeitou quem lhe pagou o ordenado e, como referido, "foi bem vendido", portanto com mais-valias para o clube, ao contrário de outros oportunistas.

E não, não sou lampião. Por favor, tente outra vez e fale da fruta.

domingo, março 21, 2010 10:16:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Para encerrar este assunto pela minha parte, tenho a dizer que fui infeliz por entrar nesta «guerra» sem sentido, a racionalidade que mencionei se não for cultivada na puberdade não será decerto na maior idade. Para o «meu conhecido», digo-lhe que deve andar equivocado na «presa», pois atirou muitos tiros ao lado do submarino. Lamento o meu acto e deixo-vos com a taça que certamente será de barro. Para terminar de vez, os amigos têm que se compenetrar que não é só aquele a que voçês orgulhosamente chamam de ´´Orelhas``que é mafioso (a realidade e os factos presentes é que fazem doer e ter devarios desses), pensarão porventura que o vosso clube vive num universo à parte? que estarão a lutar sózinhos numa cruzada contra o mal? só vocês é que não têm dinheiro para gastar em jogadores, porque utilizam-no a pagar impostos? então porque não baixa o défice (pelo contrário) do clube? onde desencantaram num ápice a fortuna nas aquisições de Inverno?
Se a vossa convicção for tal, então desculpem-me a ousadia, mas a palavra ´´passarinhos`` assenta-lhes que nem uma luva. O problema é muito mais complexo que aquele que o mero adepto alcança, os problemas são similares (estamos a falar dos 3 ´´grandes```, porque os outros...), a diferença reside na postura que os dirigentes tomam e na politica em que investem, por acaso já se questionaram porque é que um clube com uma das melhores escolas de formação a nivel mundial (eu «consigo» reconhecer isso), não consegue rentabilizar da melhor forma o produtos que fabricam?
Tantas perguntas que duvido que se preocupem sequer em pensar nelas, desde que tenham um ´´lampião`` para descarregar o desespero. A prioridade é quem dorme com quem, se é filho(a) doutrem, mas os problemas de fundo... nicles! Como vêem, eu um lampião assumido já mencionei mais factos da vida do vosso clube, que aqueles que porventura alguns de vós já aventaram. Eu não me preocupo (mesmo nada) com a casa alheia (como por aqui escreveram), vocês é que me fizeram dizer aquilo que normalmente nunca diria.
De qualquer modo, amigos como sempre, com isto me vou (não estou a fugir, não encontro é algo de proveitoso neste jogo de pedrada gratuita). Gostaria de vos ver a comentar outros assuntos de maior interesse, por aqui e noutras bandas. Saudações.
O Politico Residente

domingo, março 21, 2010 10:49:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Como as pessoas mudam de opinião.
Consultem este post, neste mesmo blog, sobre a mesma pessoa, escrito pela mesma pessoa, a ideia sobre a mesma pessoa transmitida pela mesma pessoa é que já não é a mesma.
Sinais de mudança, talvez.

http://santamargarida.blogspot.com/2006/03/217-cromos-da-bola-simo.html

terça-feira, março 23, 2010 12:15:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

Cara pessoa anónima,

Releia o «post» que refere.
A crítica dirigia-se aos adeptos do Benfica que apelidavam Simão de traidor, depois de tudo o que Simão fez pelo Benfica... vá lá ler.
Depois volte para pedir desculpa, fica bem e não dói.

terça-feira, março 23, 2010 12:21:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Passarinhos é que não!...Passarinhos são eles, que de 15 em 15 dias e por vezes de 8 em 8, fazem a festa do pássaro.São uns milhares a fazer uma gritaria enorme,só porque o pássaro vai comer a bifana.Coitadinhos... Então o passarito, não tem que comer?...
Viva o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL

SÊ,CÊ,PÊ...SÊ,CÊ,PÊ...SÊ,CÊ,PÊ...

sábado, março 27, 2010 12:21:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

miau,miau,miau...miau, miau,miau...miau,miau,miau, esqueletico miauzinho... esqueletico miauzinho!!!
passarinho para bichanos(as)

domingo, março 28, 2010 3:28:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Esse miar parece-se mais com piar!!!
Ainda há-de miar(PIAR)mais.Leve lá o caneco este ano, e depois vegeta por mais uns tempinhos...E para fechar o meu comentário, Só lhe digo o seguinte:O Sr.Hirminio demitiu-se da LIGA PORTUGUESA DE FUTEBOL por ter já feito o seu trabalhinho,não acha?...Pode ser que não chegue!...E depois se zanguem as COMADRES.

segunda-feira, março 29, 2010 11:13:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio