domingo, maio 02, 2010

232/2010 - guardiola, o pior treinador do mundo

Até quarta-feira passada pensava que um homem, no primeiro ano, que pega numa equipa como treinador principal e vence tudo; todas as competições nas quais a sua equipa participou, poderia ser considerado um treinador razoável.
Estava errado, bom, bom é o Mourinho.
Como treinador principal, Mourinho treinou o Benfica conquistou zero, treinou a União de Leiria, conquistou zero, treinou o Porto, no primeiro ano, conquistou zero.
Comparar Guardiola com Mourinho faz-me sorrir, comparar o mágico futebol do Barcelona com aquela coisa que o Íbis de Milão joga provoca-me uma imensa gargalhada.
Na altura em que escrevo estas palavras, o Barça segue em primeiro na Liga espanhola com, apenas, uma derrota (frente ao Atlético de Madrid de Quique Flores e Simão; Atlético que jogou duas vezes com o Sporting de Portugal sem conseguir uma única vitória) prestes a sagrar-se, novamente, campeão, com a melhor pontuação de sempre... o Inter de Mourinho arrasta-se num penoso segundo lugar e pode não ganhar nada esta época.

7 Comments:

Anonymous O teimoso said...

Comparar Guardiola com Mourinho é a mesma coisa que comparar o Pál Serje com o Jorge Jasus

domingo, maio 02, 2010 3:45:00 da tarde  
Blogger manuel marques said...

Pois é, quando se treina equipas de milhões até um "cego"é bom treinas.
é pena é quando a arrogãncia do treinas encarnado só sirva para ser pai do Braga e não sirva para o enteado Belenenses...

domingo, maio 02, 2010 7:58:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Sporting no seu esplendor: http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1435090

segunda-feira, maio 03, 2010 12:08:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

Cara pessoa anónima,

Este não é um «post» sobre o Sporting.
Poderia falar de:
1. O primeiro lugar conseguido pelo Sporting em futsal.
2. A classificação da equipa de andebol do Sporting para uma final europeia.
3. O triunfo do atletismo do Sporting em Espanha.
4. A vitória do ribatejano, sportinguista, Rui Silva na primeira vez que correu 5 000 metros.
Não farei nada disso.
Recordarei, apenas, que o clube do ex-sportinguista Varela goleou o Benfica por 3-1 (jogando 10/11) depois de ter goleado o Braga por 5-1... 8-2, no total.
Pense nisso quando estiver de cachecol ao pescoço a comemorar o triunfo no campeonato...

segunda-feira, maio 03, 2010 12:26:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Benfica-Guimarães (Taça de Portugal): 0-1
Braga-Benfica (Liga): 2-0
Liverpool-Benfica: (UEFA): 3-1
Porto-Benfica(Liga):3-1
Os pontos comuns nestas quatro derrotas do Benfica são:
- Qualquer uma destas equipas não é superior ao Benfica.
- Em qualquer destes jogos o Benfica jogou para ganhar. Não jogou para o empate que lhe convinha. Para os fãs anti-Mourinho seria uma qualidade a apreciar se não fossem eles também anti-Benfica.

P.S. – Quando estiver de cachecol ao pescoço a comemorar o triunfo no campeonato pensarei que no nosso estádio a única equipa que nos tirou pontos foi o Marítimo treinado por…

segunda-feira, maio 03, 2010 10:21:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

«Benfica-Guimarães (Taça de Portugal): 0-1»

Convinha o empate?
Convinha como?

«Braga-Benfica (Liga): 2-0»

Sem espinhas...

«Liverpool-Benfica: (UEFA): 3-1»

Quatro, quatro a um se faz favor.

«Porto-Benfica(Liga):3-1»

O Porto a jogar onze contra onze ganhou 1-0 e dez contra onze 2-1... é obra; duas derrotas no mesmo jogo.

«Os pontos comuns nestas quatro derrotas do Benfica são:
- Qualquer uma destas equipas não é superior ao Benfica.»

Não?
O Liverpool é superior ao Benfica não é, é superior ao ao Atlético de Madrid que é igual so Sporting (dois jogos, dois empates)

«- Em qualquer destes jogos o Benfica jogou para ganhar. Não jogou para o empate que lhe convinha.»

Já respondi

«Para os fãs anti-Mourinho seria uma qualidade a apreciar se não fossem eles também anti-Benfica.»

Já dei os parabéns ao Benfica, é indiscutível que o futebol praticado por este Benfica de Jesus é muito superior ao futebol praticado pelas equipas de Mourinho, exceptuando o Porto que venceu a Taça UEFA que praticava um futebol espectáculo cujo expoente máximo era a mobilidade criativa e concretizadora de Derlei.

«P.S. – Quando estiver de cachecol ao pescoço a comemorar o triunfo no campeonato pensarei que no nosso estádio a única equipa que nos tirou pontos foi o Marítimo treinado por…»

... Carlos Carvalhal, na primeira jornada.
Pensará, também, que a única que venceu o Benfica na Luz foi o Guimarães de Paulo (Sérgio) Bento... coincidências.

segunda-feira, maio 03, 2010 10:50:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mea culpa, assumo o erro.
O Benfica massacrou o Liverpool, esteve perto dos 3-2, não marcou e sofre o quarto num contra-ataque à Mourinho.
É que nós benfiquistas já não estamos habituados a ver o Benfica sofrer golos, valham-nos os antis para os celebrarem e nos lembrarem deles. Por tudo isso, obrigado.
Sem espinhas o jogo de Braga!!! Um chouriço do Hugo Viana logo no início, seguido de um massacre atacante do Benfica durante uma hora e depois um golo em contra-ataque do Braga (outro à Mourinho) a finalizar, além da expulsão fantasma do Cardozo ao intervalo.
O jogo do Guimarães (é óbvia a questão do empate), outro massacre do ataque do Benfica, este sim “sem espinhas”, o melhor em campo: Nilson o guarda-redes do Vitória.
De qualquer modo, congratulo-me que um sportinguista comente as derrotas do meu clube num pequeno comentário.
Eu não conseguiria fazer o mesmo pelo Sporting.
Gastava mais tempo…
E caracteres.

terça-feira, maio 04, 2010 8:48:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio