terça-feira, janeiro 12, 2010

19/2010 - não, não sou o único


Não sou o único a olhar o céu.
As crianças de Constância olham o azul do céu.
Maldizem a república... cantaram os Reis na autarquia.
Bem-hajam, de vós será a república dos céus, o Reino dos céus se o crerem.

8 Comments:

Blogger Rosa Oliveira said...

Caríssimo, o mal-dizer é apanágio dos adultos.
As crianças fazem birras, queixinhas, dizem mentirinhas...

terça-feira, janeiro 12, 2010 8:47:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Rosa Oliveira,

Em mal-dizer, o Sr. José Pedro é um doutorado......
Logo ele sabe do que fala.

Cidadão atento de Santa Margarida da Coutada.

terça-feira, janeiro 12, 2010 9:33:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Ora vamos lá tentar conversar.

Boa noite!
Há muito que não respondo a comentários anónimos na «blogoesfera». Permito-me uma excepção, a saber:

1. É-me repugnante não assinar o comentário.

2. Pedro Oliveira, assina, neste espaço, o que escreve. Siga-lhe o exemplo.

3. Não concordo, de todo, com a sua opinião. Pedro Oliveira tem um excelentíssimo sentido de humor; refinado, subtil, mostra, muitas vezes, a articulação de assuntos de forma interessante, inteligente, que pode ser enriquecido (na minha perspectiva) com os comentários que aqui fazemos. Eu não tenho pejo algum em chegar aqui e dizer-lhe, algo do género:

- Caríssimo, hoje, deixou o humor, resvalar a fronteira do cinismo. Meigue lá a cousa construtivamente.

Se for isso que penso.

4. Neste «blogue» há uma excessiva tolerância (vou chamar-lhe assim) à intervenção de comentários. É repugnate vir aqui, anonimamente, ofender as pessoas, dizer-lhes o que devem ou não escrever, o que e como devem pensar, chamar a família à baila. Tudo isso é «comezinho», provinciano, uma saloice portuguesa, mas se o «blogger» está disponível para coisas tais, limito-me a dizer o penso e ponto parágrafo.

terça-feira, janeiro 12, 2010 11:37:00 da tarde  
Anonymous José Bagulho said...

Eu já nem vinha aos blogues da minha gente, pelas razões acima extraídas das suas palavras. É vergonhoso o que se passa por estas bandas. Pode não se concordar mas numa democracia de respeito, por vezes, o silêncio é uma vénia à integridade. Isso é algo que por aqui há pouco. E são sempre os mesmos, incrível, com diferentes nomes e siglas e... Enfim! Continuação de bom trabalho Sr. Pedro, e Sra. Rosa: não deixe de deixar os seus comentários. Sempre purifica e faz esquecer a blogofobia de alguns.

Cumprimentos a todos

P.S.: Quando vou receber o meu prémio por frase do ano sr. Pedro? Abraço

quarta-feira, janeiro 13, 2010 2:57:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas que palhaçada vai aqui.

Uma a fazer-se de santa defendendo o diabo e outro a fazer-se de anjo com asas negras defendendo o lucifer e a prima dona que de rosa nem o cheiro tem.

Como estes não enganam ninguém visto já os conhecer-mos à muito tempo, mudem de estratégia porque a que usam já tem barbas como as do alegre.

Sempre atento e vigilante,

Outro cidadão verdadeiro de Santa Margarida

quarta-feira, janeiro 13, 2010 5:26:00 da tarde  
Blogger Rosa Oliveira said...

Ó-Ó-Ó-Ó o vento lá fora... eu sempre preferi o binómio de Newton.

Há sempre alguém que consegue transformar a Primavera num merdoso Inverno... eu, por exemplo, ontem, tive um dia de bosta que teve o seu maior reflexo hoje: 115€ por uma bateria nova com garantia [o pequenote disse-me para guardar, religiosamente, o papelucho], mais a deslocação ao local do acontecido e a mão-de-obra; o carro... já se move. Graças a Deus que acordei com uma fantástica disposição e estou mais virada para Newton do que para a Venus de Milo. Quando o dia nos amanhece assim, qualquer Salão de Chá, transformado, abruptamente, em Taberna, nos parece uma ninharia na imensidão do Universo.

Passar benzinho, sim!? Espero que a mamã não o castigue e o obrigue a ficar de pé, virado para a parede o resto da noite, por vaguear desnomeado, a quebrar silêncios; sabe, a Hermenêutica Biblíca, não é para todos!

quarta-feira, janeiro 13, 2010 8:22:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A menina Rosa está ofendida, oh se está...

Então não é que alguem que não é Doutor tem a ousadia de aqui "botar faladura" e mais ainda de referir o nome da dignissima comentadora, tal Professor Martelo, que fala de tudo e de tudo sabe.

Será que aquele ditado popular (é permitido, não é???) quanto mais me bates, mais eu gosto de ti, não se aplicará ao "bloguer" e distinta "comentadora"???

Fiquem bem.

quinta-feira, janeiro 14, 2010 8:09:00 da tarde  
Blogger pedro oliveira said...

Cara pessoa anónima,

Eu, a comentadora que referiu, o Manuel Marques, o José Bagulho e tantas outras pessoas que me honram e honram este «blog» com os comentários que efectuam assinamos o que escrevemos.
Essa é a diferença; uma grande diferença.
Um excelente 2010 para si.

quinta-feira, janeiro 14, 2010 8:15:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

não é o fim, nem o princípio do fim, é o fim do princípio